Homens da Luta


Falar da popularidade dos “Homens da Luta” é quase como falar da popularidade de José Sócrates, ou António o Bicho! Porém, a banda consegue ser um pouco mais competente que os outros demais nomes.
Neto e Falâncio são os verdadeiros homens da luta, surgindo do programa da Sic Radical “Vai Tudo abaixo”. A relação com o 25 de Abril de 74 é intrínseca, e a classe operária está sempre representada nas suas músicas.
Os “Homens da Luta” são muito mais do que uma só banda. São o rosto do povo, de uma forma cartunesca e exagerada, mas sempre com os padrões sociais bem definidos. Podemos ver a banda um pouco por todo o lado, tudo o que seja manifestação social, ou evento social, tal como o Optimus Alive, ou o Festival da Eurovisão. Por tudo isto, os “Homens da Luta” são uma imagem de marca do povo, do verdadeiro povo, o que sai às ruas e se manifesta contra o poder. Este “boneco geral” é perfeitamente produzido por Neto e Falâncio, além dos outros integrantes da banda.
A nível musical temos a verdadeira música de intervenção, aquela que pretende transmitir uma mensagem directa, mais pelo meio vocal do que instrumental. Não é uma banda que se destaque pela qualidade dos seus músicos, mas também não é uma “banda” em conceito geral. É, como já referi, um “boneco social”, criado com uma imagem de humor, que tenta transmitir algo à população. E tudo resulta tão bem, de forma tão animada quanto caricata.
Os “Homens da Luta” são mais um produto bem nacional, que define o carácter lutador do povo português. De certo que não se vão ficar por aqui e ainda vamos ouvir muita desta boa música.

A luta continua!

 

Texto por João Miguel Fernandes

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s