Two Door Cinema Club no TMN Ao Vivo (26/05/2011)

Alex Trimble, Kevin Baird e Sam halliday integram os Two Door Cinema Club que fizeram ontem, quinta-feira dia 26 de Maio a sua estreia em solo nacional, na bagagem levaram o EP ” Four Words to Stand On” e o álbum ” Tourist History ” de 2009 e 2010, respectivamente.

O concerto inaugurou o espaço TMN ao vivo, no local do antigo armazém F. O espaço tem um visual diferente do habitual, sendo complementado pelo tipo de design associado à TMN, o que o torna bastante rico e algo inovador.
Como acontece em muitos casos, nas inaugurações de espaços destinados a concertos e a DJ sets, as figuras que estamos habituados a ver nas revistas cor-de-rosa têm direito a entrar primeiro, através de convite enquanto que os fãs da banda que compraram o seu bilhete têm de esperar até à hora de entrada (21.30), muitos deles sem jantar para conseguir um lugar mais próximo do palco, enquanto observam as figuras ditas VIP a devorar entradas e a beber em flutes de champanhe..

Às 22 e 30, com uma pontualidade britânica (a banda é originária da Irlanda do norte) os Two door Cinema Club entram em palco e uma casa completamente esgotada recebe-os com aplausos e gritos de histerismo, que se intensificam assim que a banda começa a tocar a 1ª música do “Tourist History”, “Cigarettes in the theatre”. Segue-se “Undercover Martyn”, também um dos primeiros singles da banda, ambas as músicas deram lugar a grandes momentos de “sing along” em que o público não só demonstrou conhecer as letras, como as entoou efusivamente em coro.

Já a “Hands off My Cash”, desconhecida de muitos, por ser relativamente nova e não se encontrar no álbum ou no EP, passou algo despercebida, apesar do seu refrão “Catchy” ter ficado no ouvido de muitos.
“Do You Want it all ? ” e “Something Good Can Work” voltaram a trazer o ritmo frenético das duas primeiras músicas, especialmente a segunda, que desde o primeiro ao último acorde contagiou a plateia portuguesa com grande atitude do músicos em palco.

A música que se seguiu foi “Handshake”, outro momento de relativa harmonia, em que o público aproveitou para se concentrar mais nos dotes musicais do trio (acompanhados sempre pelo baterista Ben Thompson). “This is the Life” voltou a elevar a fasquia e a deixar o público em frenesim com o seu refrão bastante apelativo.

Os fãs mais dedicados da banda foram ainda brindados com “Kids” (que faz parte da versão especial japonesa do Tourist History), “Costume Party”e “Swallowed Whole”, uma quase-estreia, sendo que é um tema bastante recente e com um ligeiro pronuncio daquilo que será o segundo álbum dos Two Door Cinema Club.
“You’re not Stubborn” e “Eat that up, It’s Good for you” animaram ainda mais as hostes e prepararam muito bem o público para uma apoteótica e muito bem recebida “What You Know”, o single que tem rodado quase todas as rádios nacionais e internacionais e que marcava o suposto fim do concerto de acordo com as setlists espalhadas pelo palco.

Contudo o público português pediu a alto e bom som a música ” I can talk” e a banda da Irlanda do norte regressou para oferecer “Come Back Home” e seguidamente a música pela qual todos esperavam ” I can talk”, que foi cantada na íntegra pela maior parte do público presente. Uma despedida na perfeição apesar da curta duração do concerto que deixou água na boca para o próximo concerto da banda em Paredes de Coura dia 20 de Agosto.

Tive oportunidade de ter uma pequena conversa com os membros da banda e é de realçar a sua simpatia e disponibilidade para os fãs, assim como a sua humildade. Um bom exemplo no mundo da música.

Setlist:
1. Cigarettes in the theatre
2. Undercover Martyn
3. Hands off my cash
4. Do you want it all?
5. Something good can work
6. Handshake
7. This is the life
8. Kids
9. Costume party
10. Swallowed whole
11. You’r not stubborn
12. Eat that up
13. What you know

Encore:
14. Come back home
15. I can talk

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto por Henrique Mota Lourenço
Fotos por Hugo Rodrigues

Deixar uma resposta