Faixa a Faixa: “A Bone To Pick With You” de Sonic Reverends

A Bone To Pick With You” é um anti-depressivo que contém o fuzz como o seu ingrediente mais activo. O fuzz pertence a um dos grupos da medicina chamado distorção. A distorção afecta a actividade química no cérebro causando euforia, depravação e todo o tipo de deboche, reduzindo ainda o entorpecimento e a apatia. “A Bone To Pick With You” (CD), é apenas usado para tratar um severo aborrecimento e toda a inquietude relacionada com ele. “A Bone To Pick With You” não é um tratamento recomendado para a euforia. “A Bone To Pick With You” (CD) deve ser apenas usado para tratar o aborrecimento de longo-prazo. De qualquer forma não têm grande escolha, pois é uma droga altamente viciante.

#1 Have Some Mercy
Screaming Lord Sutch por todo o lado! Gravada ao primeiro take e depois apenas acrescentámos os passos e respiração ofegante que aparecem no início, as segundas vozes do refrão, umas teclas também no refrão para lhe dar um ar mais assustador e o solo de harmónica final. Por falar em solo de harmónica, aquele bridge cheio de feedback antes dele começar surgiu por acaso quando, num ensaio, alguns resolveram acabar a música antes do solo e depois, no meio da barulheira, tivemos que arranjar maneira de voltar à música para lhe meter a harmónica. Somos nós a tentar contribuir para a tradição do tema do terror no garage rock.

#2 Trap
A letra já andava pela sala de ensaio há muito tempo. De repente, num ensaio, sai o riff principal da música e toda a gente começa a acompanhar. Tocámos a música outra vez para assentar ideias e, à terceira vez, filmámos. Estava praticamente pronta e tocámo-la no Bafo de Baco em Loulé no fim-de-semana seguinte. Há uma referência ao Hospital Psiquiátrico de Bellevue em Nova Iorque, na letra. Era para ser uma referência à música “For You” do Bruce Springsteen (a “Trap” é, aliás, uma tentativa de recontar a história dessa música de maneira bem mais cínica). O Renato Seabra, entretanto, com um computador portátil e um saca-rolhas, encarregou-se de dar um sentido muito mais interessante à referência.

#3 A Bone to Pick With You
A música central do EP. Juntamente com a “Have Some Mercy”, as únicas que sempre soubemos que íamos incluir no EP. Foi, por isso, a primeira (e até agora, a única) a ter videoclip. É uma música sobre o clássico tema da dor de corno. No refrão, a frase “I’ve got a bone to pick with you” (tenho umas contas a ajustar contigo), é seguida de “I’ve got one for you” em que o “one” se refere não a “bone” mas a “bone(r)”. Uma música, portanto, sobre tesão.

#4 Be True
A letra que acabou por ficar gravada não é a original e sofreu mudanças ao ponto de a frase “be true” já nem aparecer, mas o título manteve-se. Podia ser a parte II da Suspicious Minds se o Elvis se tivesse virado para aqui. É sobre uma relação fodida (como, mais uma vez, Suspicious Minds) de dependência, em que o dependente ainda ameaça revoltar-se mas, coitado, ladra mas a caravana passa. Gravada também ao primeiro take e, mais tarde, com uns acrescentos de pandeireta e teclas a sublinhar essa ameaça de revolta. O Podcast “Mottey’s Garage” ligado ao site The Garage Punk Hideout tem passado esta em repeat.

#5 You Can’t Sit Down
Não tínhamos propriamente falta de originais para pôr no EP. Aliás, quando fizemos a escolha das 5 músicas que seriam gravadas, tivemos que deixar de lado pelo menos meia dúzia de coisas nossas que também queríamos ter gravado. Mas a ideia de gravar esta versão e prestar tributo aos primórdios do Garage Rock ganhou. Escrita por Dee Clark, Kal Mann e Cornell Muldrow (da altura em que listar os autores de uma música era mais ou menos como transcrever uma lista telefónica), começou por ser um instrumental até os The Dovells decidirem pôr-lhe voz e lançá-la em 1963 como single. Em estúdio, o mestre Nick Nicotine (que gravou e produziu o EP) ainda nos fez o favor de lhe acrescentar uma teclas e de a transformar num musicão. Depois de ouvirmos aquelas teclas, achámos que esta teria que fechar o EP.

A Bone To Pick With You” foi editado em conjunto pela Experimentáculo Records e a Hey, Pachuco! e pode ser escutado e comprado aqui.

One response to “Faixa a Faixa: “A Bone To Pick With You” de Sonic Reverends

  1. Pingback: Músicas da Semana #10 « Arte-Factos·

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s