“Nijinsky Siam” da Pichet Klunchun Dance Company, 12 e 14 de Abril no CCB

É já nesta quinta-feira, dia 12 e sexta-feira, 13 de Abril,que a  Pichet Klunchun Dance Company apresenta no Centro Cultural de Belém Nijinsky Siam, um espectáculo que nos faz lembrar as imagens da primeira dança clássica tailandesa que viajou pela Europa em 1900 e que impressionou muitos artistas da época, incluindo Diaghlev, que fundou os Ballets Russes. Pelas 21h, no Pequeno Auditório – Sala Eduardo Prado Coelho.

 Vaslav Nijinsky, o lendário bailarino dos Ballet Russes, interpretou Danse Siamoise na Ópera de Paris. Exactamente 100 anos depois, Pichet Klunchun, bailarino e coreógrafo que fez a ponte entre a linguagem da dança tradicional clássica tailandesa e a sensibilidade contemporânea, integra esse solo esquecido no repertório da sua companhia – Pichet Klunchun Dance Company.

Nijinsky Siam, faz-nos lembrar as imagens da primeira dança clássica tailandesa que viajou pela Europa em 1900 e que impressionou muitos artistas da época, incluindo Diaghlev, que fundou os Ballets Russes. Através de uma pesquisa cuidadosa, Pichet dá vida a poses e movimentos de documentos arquivados de Nijinsky, retratando o seu projecto de vida – o “virar de página” da técnica da dança clássica. Interessa-lhe perceber como o bailarino/coreógrafo russo criou novos gestos exóticos em Dance Siamoise baseando-se na beleza que viu da dança clássica tailandesa. Nesta obra, Nijinsky é convocado para o palco através de pinturas, fotografias, bonecos tradicionais “nang yai” e sombras. Criando-se um diálogo sensível de dança entre os dois artistas – um morto e outro vivo –, um diálogo reimaginado entre a sombra e a luz que nos convida a perceber os gestos de “reconstrução” de culturas.

Ficha técnica:

Pichet Klunchun Dance Company (Tailândia)
Coreografia/Direção Artística/Cenografia Pichet Klunchun
Desenho de luz Jirach | Eaimsa-Ard
Intérpretes Pichet Klunchun Porramet Maneerat Padung Jumpan Kornkarn Rungsawang
Produção Tang Fu Kuen
Música Alte Weise, Op. 89_2 composta por Christian Sinding
Investigação histórica para a produção Sylvie Dancre Philippede Lustrac
Co-produção Singapore Arts Festival Theater der Welt 2010

Apoios Zürcher Theater Spektakel Noorderzon/Grand Theatre Groningen

Fonte/fotografia/para mais informação: Centro Cultural de Belém

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s