Alt-j (∆) – An Awesome Wave

An Awesome Wave
Alt-J (∆), 2012

Alt-j (ou ∆) são britânicos e apesar de se terem juntado em 2008, só lançaram agora, em 2012, o seu primeiro álbum, intitulado An Awesome Wave. E não, não estamos perante mais uma banda da indie pop britânica igual a muitas outras. Torna-se bastante complicado situar musicalmente Alt-J: sim, tem o som atraente e cativante da indie pop, mas também é folk quando tem de ser, assume roupagens electrónicas, com sintetizadores pesados e por vezes vai beber às batidas do hip hop, mas sempre com muito soul. Liricamente, é uma obra-de-arte complexa e cheia de metáforas, pondo a nu aspectos muito pessoais, assumindo Joe Newman como uma pessoa muito nerd, ora falando de geometria (sendo os triângulos a sua forma geométrica favorita, mas também a alusão ao Delta, letra grega e à álgebra), ora declarando-se de uma forma pouco convencional.

An Awesome Wave é um álbum intrincado, mas sem nunca perder o norte e a orientação; é viciante e muito, mas muito sensual, onde o mote: uma catadupa de sons e samples se revezam em elegância – a tal letra grega em acção. E tem interlúdios, sejam eles obscuros e distorcidos ou a cappella, capazes de deixar qualquer um embalado e expectante para o que se segue. E o que se segue é um álbum que se desdobra nas suas músicas, como uma onda – impressionante – matematicamente calculada. As falhas – ou pontos fracos – são poucas e complicadas de apontar, pois, An Awesome Wave, é um álbum equilibradíssimo com momentos deliciosos ao longo dos seus quase quarenta-e-cinco minutos. No entanto, pode-se destacar Tessellate, onde a voz de Newman consegue hipnotizar – se é que já não o fizera em Interlude I –; ou a cheia de soul e ritmo Breezeblocks (é impossível não cantarolar “please don’t go, please don’t go, I love you so); ou ainda Fitzpleasure, que é uma música cheia de groove que consegue destacar toda a qualidade instrumental presente em Alt-j.

Este primeiro álbum destes britânicos é melódico, inteligente, muito bem pensado e elaborado que se torna completamente viciante; é sensual e charmoso. É – arrisco a dizer – provavelmente o melhor álbum do ano, até agora, que teve coragem de mexer numa fórmula já muito usada, conseguindo-a tornar refrescante e que consegue cativar de início ao fim.

Texto por Emanuel Henriques

One response to “Alt-j (∆) – An Awesome Wave

  1. Pingback: Os alt-J estão a oferecer uma versão acústica de “Tessellate” | Arte-Factos·

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s